domingo, 22 de abril de 2018

Bolo de fécula de batata

Fiz este bolo seguindo a receita que vem com a embalagem da farinha. Fica tipo pão-de-ló, mas resolvi recheá-lo com creme pasteleiro e morangos, já que eles aí estão e são uma fruta que adoro!



Receita:

8 ovos
250 gr de açúcar
160 gr de fécula de batata



Fiz, como sempre na Bimby, mas pode perfeitamente ser feito com uma batedeira.

Bater as gemas com o açúcar até que dupliquem de volume (na Bimby são 5 min, temp 37º, vel 5).

Bater as claras em castelo. Adicionar 1/3 das claras às gemas até que esteja tudo envolvido. Peneirar a fécula e misturar suavemente com uma espátula. Envolver as restantes claras.

Untar um tabuleiro e vazar lá a massa. Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 40 minutos.

Deixar arrefecer, cortar o bolo ao meio e rechear com o creme de pasteleiro e morangos cortados.



Creme pasteleiro:

400 ml de leite
40 gr de farinha custard ( ou farinha maisena)
80 gr de açúcar
1 ovo inteiro e 2 gemas

Programar 8 minutos, temp 90º, vel 4. Usar 2/3 deste creme para rechear o bolo.

Método tradicional:

Desfazer a farinha num pouco de leite. Aquecer o leite e quando começar a ferver, juntar a farinha e mexer bem. Bater os ovos e acrescentar lentamente ao leite. Mexer sempre até que o creme engrosse.

Cobrir o bolo com o restante creme pasteleiro e polvilhar com amêndoas ligeiramente torradas.




Espero que gostem.


quinta-feira, 19 de abril de 2018

Bolo impossível de chocolate e morangos

Achei as cores deste bolo muito bonitas, embora os meus morangos não tivessem transmitido um contraste forte ( por isso aconselho usarem uns pingos de corante vermelho na parte do pudim, é o que farei da próxima vez). Chama-se "impossível" porque durante a cozedura, a parte inferior ( o bolo) vem à superfície e "troca" de lugar com o pudim.


























Receita ( Coco e baunilha):

Bolo:

3 ovos
180 gr de açúcar
80 ml de leite
100 gr de farinha
100 gr de chocolate negro
150 gr de manteiga
1 colher de sopa de cacau em pó
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 colher de chá de baunilha
1 colher de café de sal


Preparar uma forma com cerca de 22 ou 24 cm de diâmetro, de preferência de buraco. Preparar um tabuleiro com água para o banho-Maria.


Derreter o chocolate com a manteiga.

Misturar, numa taça, os ingredientes secos ( farinha, fermento, cacau e sal), peneirando a mistura.

Bater os ovos com o açúcar a baunilha. Juntar o leite e por fim o chocolate derretido e bater até ficar com um preparado homogéneo. Por fim, incorporar a farinha delicadamente, mexendo com uma espátula. Verter a massa na forma e reservar.



Pudim:

4 ovos
1 lata de leite condensado
a mesma lata ( como medida) de leite
150 gr de queijo creme
150 gr de morangos triturados no liquidificador
umas gotas de baunilha
uma gota de corante vermelho ( opcional)

Bater todos os ingredientes e verter delicadamente por cima da massa de chocolate, usando uma colher ou espátula para diminuir o impacto.


Colocar no formo pré-aquecido a 180º, em banho-Maria, durante 45 a 60 minutos.

Deixar arrefecer  na forma e reservar uma noite no frigorífico ( dentro da forma).




Antes de desenformar, deixar à temperatura ambiente por 10 minutos ( ou mergulhar a forma rapidamente em água quente). Desenformar num prato e servir.
















































Espero que gostem.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Casaco de bebé surpresa (BSJ)

Fiquei completamente fascinada quando me deparei com este casaquinho. Apesar de ter sido criado por    Elizabeth Zimmermann    em 1968, só recentemente é que o descobri. É ótimo para aproveitar restos de lãs, mas tenham em atenção que cada carreira é feita por duas vezes ( liga de um lado e do outro) e composta por 160 pontos.



O baby surprise jacket (BSJ) é meio estranho de se fazer. Explico: quando se está a tricotar, não se consegue visualizar um casaco. Só depois de pronto ( OK, já a meio conseguimos ver, pois é quase impossível resistir à tentação de o ir montando) é que temos um casaquinho completo, já com as casas dos botões e só precisamos coser as mangas e os ombros.

Fiz com lã da Rosários "Baby cool" que é muito macia e suave e agulhas nº 5 e segui as explicações preciosas que encontrei aqui no blog "Tricô Manual com receitas". As riscas foram as que a imaginação ditou, mas podem fazer como quiserem. Há imensas fotos com modelos na net.



Receita ( 0 a 3 meses)

Montar 160 pontos nas agulhas circulares.

1ª carreira- 34 liga ( l). 3 lj ( liga juntos), 86 l, 3 lj, 34 l

2ª carreira e todas as carreiras pares- em liga

3ª carreira- 33 l, 3 lj, 84 l, 3lj, 33 l

5ª carreira- 32 l, 3lj, 82 l, 3lj, 32 l

7ª carreira- 31 l, 3 l j, 80 l, 3 lj, 31 l

9ª carreira- 30 l, 3 lj, 78 l, 3 lj, 30 l

 10ª carreira- deverão estar 140 pontos nas agulhas.

 O casaquinho vai começar a parecer com isso. Não se preocupem e continuem.



11ª carreira- fazer um aumento de 18 pontos, distribuídos da seguinte forma:

* 3 l, 1 laçada * ( por 9 vezes),  2 l, 3 lj, 76 l, 3 lj, 2 l, * 1 laç, 3 l* ( repetir por 9 vezes)

12ª carreira- toda em liga, mas tendo o cuidado de fazer o ponto torcido onde estiver a laçada, para não formar buraco.

13ª carreira-  vamos começar, de novo, a fazer diminuições e em todas as carreiras ímpares:
                      37 l, 3 lj, 74 l ( centro do trabalho), 3 lj, 37 l
                                      (...)  até ficarmos com 90 pontos na agulha distribuídos da seguinte forma:
                                   - 22 l, 3 lj, 44 l, 3 lj, 22 l

Com estes 90 pontos vamos fazer mais 4 carreiras ( direito e avesso) sem fazer diminuições.


Começamos então uma nova etapa de aumentos que serão feitos sempre pelo direito do trabalho.

-22 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 44 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 22 l

- 23 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 46 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 23 l
        ( ...)
Quando tivermos 114 pontos nas agulhas, devem estar distribuídos assim:  27 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 54 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 27 l

61ª carreira- 28 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 6 l, * 1 laç, 5 l ( por 10 vezes), 1 laç, 1 l, 28 l.

62ª carreira- 128 pontos em liga, tendo o cuidado de torcer os pontos com laçada para não formar buracos.

63ª carreira- 29 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 68 l, 1 laç, 1 l, 1 laç, 29 l
                    (...) até termos 152 pontos nas agulhas.

Na próxima carreira far-se-á o decote. Para isso , rematam-se 6 pontos de cada lado do trabalho.

Continuamos depois com os 4 pontos de aumento nas carreiras seguintes, sempre pelo direito do trabalho até atingirmos 172 pontos nas agulhas, quando vamos fazer as casas para os botões na volta do avesso. As casas podem ser feitas a cada 10 pontos no total de 3 ou 4 ( para mim, foram 3).

Continuamos com os 4 pontos de aumento por mais 4 carreiras e rematamos todos os pontos.

Teremos então algo como isso:




Depois é só ver a magia acontecer. A parte por onde começamos o casaquinho será a parte superior das costas e das mangas.



Cosemos então a parte superior das mangas, pregamos os botões e fazemos um remate ou uma golinha.
























Espero que gostem.




sexta-feira, 13 de abril de 2018

Tarte de leite condensado e amêndoa

Fiz esta tarte para a sobremesa de domingo.No entanto, só agora tive tempo para por aqui a receita e vale bem a pena, pois é uma tarte fácil e muito saborosa. Fui buscar inspiração ao site da Vaqueiro, embora tenha utilizado manteiga em vez de margarina.
























Base:

200 gr de bolacha Maria
80 gr de manteiga

Tritura-se a bolacha, junta-se a manteiga derretido e forra-se a tarteira.

Recheio:

1 lata de leite condensado ( usei cozido)
6 ovos
1 pacote de natas ( 200 ml)
100 gr de amêndoa moída

Batem-se todos os ingredientes e vazam-se na tarteira. Por cima polvilhei com um pouco de bolacha Maria, mas é facultativo.


Vai ao forno pré-aquecido a 180º durante 30-40 minutos.








































































Pode ser uma sugestão para o fim de semana. Espero que gostem.

















terça-feira, 10 de abril de 2018

Blusa para a primavera

Gostei tanto da blusa que publiquei aqui, que resolvi fazer outra numa cor diferente e com um ponto também diferente. O resultado agradou-me bastante. Feitas com fio de algodão e agulhas 6,5, são trabalhos que se fazem relativamente rápido e são ótimas para os dias ainda frescos da primavera .



O modelo foi da minha cabeça, mas o ponto foi este, do grupo "Gente que ama tricô":


segunda-feira, 9 de abril de 2018

Frango Hasselback

Esta é mais uma maneira do cozinhar uma carne tão versátil como é a de frango. Uma receita sem complicações, tal como eu gosto, e que fica muito saborosa. A ser repetida, sem dúvida.



Receita  para duas pessoas ( daqui):

2 peitos de frango , sem osso
fatias de queijo
bacon
sal, alho em pó, pimenta preta e paprika q.b.

pão ralado
2 colheres de sopa de azeite


Modo de fazer:

Dar uns golpes no frango sem ir até ao fim. Nestes cortes colocar uma fatia de queijo e um pouco de bacon.

Temperar com sal, pimenta, alho em pó e paprika a gosto.



Untar um pirex com um colher de sopa de azeite. Colocar lá o frango. Polvilhar com pão ralado e com mais uma colher de azeite.

Levar ao forno pré-aquecido a 200º durante 30 minutos.


Servi acompanhado com legumes variados salteados.
 Espero que gostem.


sexta-feira, 6 de abril de 2018

Bolachas de amêndoa "low carb"

Ando sempre à procura de receitas que sejam mais saudáveis. No caso das bolachinhas, e como gosto muito de as ter na lata, esta busca torna-se ainda mais importante. Esta receita é, de novo, "low carb" o que significa que é baixa em hidratos de carbono. Faz-se com poucos ingredientes e rapidamente. São deliciosas.




Receita do Blog da Mimis


Ingredientes:

1 e 1/2 chávenas de farinha de amêndoa ( usei com pele e sem pele)

2 claras

1 colher de sopa de stevia

Batem-se todos os ingredientes. Acrescenta-se depois :

-1 colher de sopa de chocolate negro ( 85% cacau) partido.

Fazem-se bolinhas ( usei a colher de gelados) e levam-se ao forno pré-aquecido a 180º durante 12 minutos.
























Espero que gostem.