terça-feira, 19 de junho de 2018

Victoria Sponge Cake

Este bolo foi um grande sucesso cá em casa. Tem a vantagem de ser bastante fácil de fazer pois é composto , em quantidades iguais, por ovos, açúcar, farinha e manteiga, resultando num bolo elegante e sóbrio.

Não tenho tido tempo para participar em desafios, mas quando li os ingredientes deste bolo no desafio Sweet World das amigas Lia e Susana ( Lemon and vanilla e Basta Cheio respetivamente) resolvi fazê-lo.

O Victoria Sponge Cake é um clássico da doçaria mundial que tem a característica de ser recheado com doce de framboesa e natas, por ser este o doce favorito da rainha Victoria, e polvilhado com açúcar em pó.

Podem ler a história completa no blog da Susana. Eu resolvi rechear o meu com doce de ruibarbo e morango caseiro.



















Receita:

250 gr de açúcar
250 gr de farinha
1 colher de chá de fermento
250 gr de manteiga
5 ovos
baunilha

Bate-se o açúcar com a manteiga durante 5 minutos. Acrescentam-se as gemas uma a uma e bate-se mais um pouco. Junta-se a farinha peneirada com o fermento, uns pingos de baunilha ( ou caso gostem, uma colher de chá) e por fim, as claras em castelo.

Unta-se uma forma redonda e lisa , coloca-se lá a massa e leva-se ao forno pré-aquecido a 170º durante 40-50 minutos. Deixa-se arrefecer na forma durante 10 minutos e depois desenforma-se sobre uma grelha onde deverá arrefecer completamente.

Recheio:

doce de ruibarbo e morango
200 ml de natas ( guardadas 15 minutos no congelador antes de bater)
70 gr de açúcar confeiteiro
200 gr de morangos cortados

Batem-se as natas com o açúcar até formar picos. Corta-se o bolo ao meio. Cobre-se uma metade com o doce, depois com os morangos e por fim com as natas .Coloca-se a outra parte por cima e polvilha-se com açúcar em pó.























































Espero que gostem.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Boneca Júlia ( Amigurumi)

O problema de se começar a fazer Amigurumi, é que é quase impossível parar. Quando fiz o meu primeiro bonequinho , fiquei logo com vontade de criar mais um e assim nasceu a Júlia, já com mais pormenores e com sapatinhos. Inspirei-me em várias que vi no Pinterest e criei a minha própria versão. Acho que ficou bem fofinha.


Para fazer o corpo e a cabeça, segui as indicações preciosas que encontrei neste vídeo. No entanto, as roupas foram produto da minha imaginação. Aqui as tranças ainda estavam muito compridas e resolvi cortá-las um pouco.



Fiz-lhe também um poncho que pode ser usado ou não consoante o gosto da sua futura dona.


Gostei muito de a fazer. Espero que gostem também.



terça-feira, 12 de junho de 2018

Xaile Peipponen

A minha querida mãe faz hoje as suas 87 primaveras.Ela é uma verdadeira força da natureza, sempre muito positiva e com um conselho para dar. É a minha amiga, confidente  e conselheira e é a pessoa mais altruísta à face da Terra. Há dois anos, quando parti a perna, ela mudou-se para a minha casa, sem hesitar, só para me ajudar. Que Deus a conserve assim por muitos mais anos. As mães deviam ser eternas...

 Fiz este xaile para lhe oferecer. Apesar dos seus "vinte anos mentais", a idade está lá e a minha mãe costuma sentir frio nos ombros, mesmo agora na primavera. Penso que ela irá apreciar. Foi feito com muito carinho.

O xaile Peipponen ( tentilhão ,em português) está no Ravelry. No entanto, fiz o meu pela tradução de André de Castro e o  ficheiro faz parte do grupo do Facebook " Tricotar em público".




Aqui, quando estava a bloquear:


Espero que gostem.

domingo, 10 de junho de 2018

Bolo dos Anjos

E se a vida te dá claras... fazes um bolo dos anjos! Foi assim que surgiu este bolo. Umas claras a ficarem esquecidas e eu sem grande vontade de fazer Pavlova ou Molotof . Que tal então um bolinho leve ( tipo pão-de-ló) e sem grandes complicações?



















Receita (baseada nesta:  Coco e baunilha)

7 claras
120 gr de farinha
180 gr de açúcar
1/2 colher de café de flor de sal
5 gr de cremor tártaro
umas gotas de extracto de amêndoa
uns pingos de baunilha

A forma não deverá ser untada e deverá ser de buraco e lisa.

Bata as claras com o cremor tártaro e o sal até formar picos. Junte as essências e bata mais um pouco.

Adicione, pouco a pouco, a farinha peneirada e envolva com uma espátula de baixo para cima.

Deite o preparado na forma e bata a forma na bancada 2 a 3 vezes.

Leve ao forno a 150º durante 45 minutos. Faça o teste do palito, que deverá sair seco.

Vire a forma ao contrário ( no gargalo de uma garrafa, por ex, ) e deixe assim durante 3 horas. Este processo fará com que o bolo se descole lentamente das paredes da forma.  Passe uma faca à volta do bolo e ponha-o no prato de servir.


Forra:

250 gr de Mascarpone
180 ml de natas
50 gr de açúcar em pó
raspa de limão
morangos picados a gosto

Bata todos os ingredientes ( menos os morangos). Recheie o bolo e forre com o restante creme.







































quinta-feira, 7 de junho de 2018

O meu primeiro Amigurumi

Gosto de me "perder" pelo Pinterest e descobrir o que de bom e bonito se faz por aí. Regra geral, costumo guardar mais receitas de tricô ou de culinária, mas também tenho álbuns criados para outros interesses. Numa destas andanças, dei de caras com uns bonequinhos muito engraçados feitos em croché. Ora sou muito mais virada para o tricô, embora saiba fazer o básico em croché, mas lá decidi que iria experimentar. Descobri também que esta técnica japonesa se chama "Amigurumi" e que é feita com lã de grossura mediana e agulha de croché nº 4.

Pus mãos à obra e fiz o meu primeiro bonequinho. Não está nenhuma perfeição, mas agora que já vi como se faz, espero vir a experimentar muitos mais modelos.


 Usei lã matizada para o corpo e membros e lã lisa para a cabeça. O gorrinho está cosido à cabeça, pois o bonequinho é para oferecer a uma menina pequenina e , deste modo, espero evitar acidentes.

Podem ver o modelo que segui no youtube, caso queiram também experimentar.


Espero que gostem.

domingo, 3 de junho de 2018

Tarte Bounty

Quando vi esta receita, fiquei logo com ela marcada para fazer,mas, como sempre, à medida que lia os ingredientes já estava a pensar em alterações. A verdade é que sou incapaz de seguir uma receita "à risca". Por isso, vou aqui deixar a minha versão e caso queiram ver a receita original é só clicar no link.



















Receita ( baseada nesta daqui)

Começamos pelo recheio. Fiz na Bimby,mas pode ser feito num tacho e deixar cozinhar até engrossar.

1 lata de leite condensado
3/4 da lata de leite comum
1 colher de sopa de maizena
3 gemas

Programar temp 90, vel 3, 8 minutos. Quando acabar o tempo, juntar
60 gr de coco.  Reservar numa tigela coberta com película aderente.



Massa:

300 gr de farinha
50 gr de farinha de amêndoa
2 ovos
120 gr de açúcar ( mas penso que pode levar um pouco mais, caso gostem da massa mais doce)
120 gr de manteiga
50 gr de cacau
Misturar todos os ingredientes com os dedos até formar migalhas grossas ( crumble).

Untar uma forma de tarte e forrar com papel vegetal. Colocar parte da massa no fundo da forma e alisar.


Vazar por cima o recheio e cobrir com o restante crumble.


Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 30 minutos. Deixar arrefecer e desenformar. Retirar o papel vegetal e voltar a tarte, de novo, de modo a que fique com a parte do crumble para cima.







































E , como aqui nada se perde, com a massa que sobrou fiz umas saborosas bolachinhas.



Espero que gostem.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Tarteletes de ricotta com bacon e espinafres

Fiz estas tarteletes para o almoço. São ótimas para uma refeição mais leve,  acompanhadas por uma salada . Gostei do toque das amêndoas, quer na massa , quer no recheio.




















Receita ( adaptada desta do site da Vaqueiro)

Massa:

250 gr de farinha
50 gr de farinha de amêndoa
1 colher de chá de sal
120 gr de manteiga
1 ovo

Na Bimby ( ou outro qualquer processador) pulsar todos os ingredientes até estar tudo agregado. Dividir a massa em 8 pedaços e forrar as formas de tarteletes. Reserve enquanto prepara o recheio.

Recheio:

100 gr de bacon aos cubinhos
100 gr de alho francês
150 gr de folhas de espinafres ( usei congeladas)
250 gr de ricotta
3 ovos
queijo ralado, sementes de sésamo e amêndoa aos palitos q.b.

Corta-se o alho francês às rodelas. Numa frigideira coloca-se um pouco de azeite e deixa-se fritar o bacon. Acrescenta-se o alho francês até murchar.


Adicionam-se as folhas de espinafre e deixam-se cozinhar durante 5 minutos.

Divide-se este  recheio pelas tarteletes. Cobrem-se com:

-o queijo ricotta batido com os ovos e temperados com sal e pimenta a gosto.

Por cima de cada tartelete põe-se um pouco de queijo ralado, sementes de sésamo e amêndoa q.b.

Vão ao forno a 180º durante 30 minutos.



















Nota: acrescentei também um pouco de chouriço moído ao recheio, mas é facultativo.

Espero que gostem.